THEME 10

subordinavel:

“E tudo o que eu quero te  dizer, eu já cansei de  escrever…” É bem mais fácil lidar com palavras do que com pessoas. É bem fácil me expressar dessa forma, escondida atras de linhas e mais linhas de pura falta de coragem.  Escrevo pra mim mesma, com a certeza de que nunca irei te mostrar. Assumo a covardia do meu ato, mas escrevo pra tirar de dentro tudo aquilo que não consigo dizer, tudo aquilo que a falta de coragem me impede de falar. Palavras e mais palavras… coisas que sei você jamais irá ler. Em dezenas de textos frases, afinal é tão mais simples se expressar dessa forma, por detrás de linhas, parágrafos. Também lido com isso como um ensaio, para ‘o dia’ em que… Perder o medo? Sinceramente não tenho certeza desse dia, talvez tudo isso só irá ficar mesmo em palavras, talvez nunca vença minha covardia, meu medo de tentar, de assumir o risco. Risco de ver a reação das pessoas, e enfrentar seus questionamentos, o imprevisível. Atitude idiota minha, gesto sem sentido e desnecessário. Do que adianta perder tempo com tudo isso? Não pelo contrario, eu ganho tempo. Não escrevo pra agradar ninguém, escrevo pra me ajudar, pra me livrar… De coisas, que só escrevendo consigo dizer. “tudo o que eu posso oferecer são minhas palavras pra você” apenas elas, as únicas que entendem, aquelas em que eu tenho confiança total. ‘Mas palavras são só palavras” Não, elas podem me fazer sorrir, podem me fazer chorar… palavras podem ser melhores amigas do que pessoas, e as vezes as prefiro a elas.

/blockquote